Torrent Downlaods

A partida do homem gentil: Manoel Walter de Gois Filho

Gentileza. Esta era a qualidade que vinha na frente das outras tantas belas características do jornalista Manoel Walter de Gois Filho, o Zé Manel, tão querido pelos amigos. Se foi hoje, após longa internação no Pró-Cardíaco. Seu amável, mas adoecido coração, não resistiu e, na tarde desta quinta-feira, ele nos deixou.


Para os amigos, o luto da saudade que não passa; será lembrado com nostalgia por seus companheiros, em tantos locais e situações, na Taberna da Glória, na laje de Lucia Guerra, nas reuniões com as inseparáveis Monica Puga e Bia Falbo. Onde quer que ele esteja, daqui, a gente fica torcendo para que o seu quase-irmão Celso de Castro Barbosa, que se foi há poucos meses, seja seu hostess e já esteja provocando um bafafá com o Manel – como fazia por aqui.

Para o jornalismo carioca, perda irreparável. Antes de adoecer, Manoel Valter de Gois Filho titulava a Comunicação da Petrobras. Em sua carreira, foi editor-chefe do Canal Futura e do programa Globo Ecologia. E trabalhou durante muitos anos no jornalismo da Rede Globo, onde fez muitos amigos. Manoel era formado pela ECO/UFRJ, mas, curiosamente, era técnico em química pela velha Escola Técnica Federal.

O jornalista Manoel Walter de Gois Filho deixa dois filhos, três netos e dois sobrinhos. E uma legião de amigos devotados.

Seu velório será nesta sexta-feira, a partir das 10h, na capela 2 do Memorial do Carmo, e a cremação está marcada para as 17h.

À família e a todos os amigos do jornalista Manoel Walter de Gois Filho, os nossos sentimentos.

Diretoria do SJPMRJ