Torrent Downlaods

Jornalistas do Rio indicam as reivindicações mais importantes da Campanha Salarial

Para 2018, os jornalistas do Rio querem reajuste com aumento real nos salários e no piso, além de melhorias em benefícios, como plano de saúde e vale refeição, aponta pesquisa on-line realizada em novembro pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro. Essas reivindicações foram eleitas as mais importantes em questionário que mediu a adesão da categoria às propostas que serão negociadas com os patrões de radiodifusão e de jornais e revistas na Campanha Salarial 2018.

Esta é a segunda edição da pesquisa, que, além de avaliar as condições de trabalho e salário dos jornalistas das redações cariocas, contribui para o debate nas mesas de negociação com o patronato.

O levantamento deste ano mostrou que 62% dos entrevistados recebe salário de até R$ 4.000, trabalha mais horas do que o permitido em lei (32%) e é funcionário de empresa que demitiu jornalistas recentemente (58%). Os dados sugerem uma precarização do trabalho do jornalista justamente no ano que entrou em vigor uma “reforma trabalhista” que só trouxe retrocesso aos trabalhadores.

As reformas do governo federal, aliás, andam em baixa entre os jornalistas. A pesquisa apontou que 70% dos entrevistados discordam total ou parcialmente da reforma trabalhista e 73% são contrários – total ou parcialmente – às mudanças propostas na Previdência Social.

Confira no infográfico abaixo esses e outros resultados da pesquisa.