Torrent Downlaods

Lance! demite 30 jornalistas e redação do Rio cai a quase metade

lance_01

Em meio a um pleno processo de negociação para o cumprimento de direitos básicos dos jornalistas empregados no jornal Lance!, a empresa acaba de promover a demissão coletiva de cerca de 30 jornalistas — quase a metade da redação do Rio, além de correspondentes e de um colunista de São Paulo. O Sindicato já procurou a empresa para obter esclarecimentos e para cobrar que sejam respeitados todos os direitos legais dos trabalhadores demitidos. Para discutir o problema, os jornalistas do Lance! estão convidados a participar de uma reunião com a nossa assessoria jurídica nesta terça-feira, às 11h, na sede da Rua Evaristo da Veiga, 16/ 17º andar, Cinelândia.

Além disso, o Sindicato aguarda a definição de data para a terceira Mesa Redonda no Ministério do Trabalho com a empresa, acusada de manter os jornalistas sem controle de ponto, sem a folga semanal, sem o pagamento há anos da participação nos resultados da empresa, e ainda em péssimas condições de trabalho, com infraestrutura precária, sem ergonomia e falta de equipamentos de proteção individual.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro repudia a medida, que pegou de surpresa os trabalhadores. O presidente do Lance!, Walter Mattos, justificou a demissão coletiva como um “ajuste” para a adequação da empresa “aos novos tempos” (leia abaixo a carta na íntegra).

O Sindicato também denuncia mais esse caso de redução drástica de postos de trabalho no Rio de Janeiro como um dos efeitos perversos de um modelo de negócios que concentrado o controle da mídia nas mãos de poucos empresários. Estes, para garantir a margem de lucros, têm precarizado cada vez mais, por meio de demissões, as condições em que se produz o jornalismo na nossa cidade. Desse modo, perde a nossa categoria, mas perde toda a população no que se refere à informação de interesse público.

A carta do presidente do Lance, Walter Mattos

Caros colaboradores

Como todos sabemos, o mercado das empresas de comunicação passa por um momento de adequação às exigências dos novos tempos, com a explosão das plataformas digitais, a classificação e a globalização da informação.

Assim, a busca por modelos inovadores que garantam a competitividade e a sustentabilidade das empresas é a única alternativa viável para quem quer se manter relevante nesse mercado.

O LANCE! não é diferente. Somos parte desse universo. E precisamos nos reinventar. Reinventar o modelo econômico da empresa, adequando os custos, reinventar principalmente a nossa forma de trabalhar, racionalizando recursos. O nosso desafio é atender as demandas deste novo mundo, mantendo os padrões de qualidade, as exigências de volume de informação e os valores de independência, credibilidade e profundidade jornalísticas que há quase 18 anos norteiam nossas ações.

Conseguir agregar valor ao que produzimos é a certeza de que teremos produtos diferenciados e capazes de fidelizar os nossos consumidores atuais e ampliar ainda mais o nosso público em todas as plataformas. Para tanto, esforços estão sendo empreendidos, com investimento em novas tecnologias e a adoção de novos processos internos.

Passamos neste momento pelo impacto de um ajuste. Para dar um passo à frente muitas vezes, por mais que isso não seja o desejável, é inevitável que se tome medidas desagradáveis, especialmente do ponto de vista humano. Aos colaboradores que saem, o nosso agradecimento sincero por toda dedicação e esforço.

Brevemente, faremos um Papo Aberto compartilhando com todos os novos rumos e os desafios que nos esperam. Desde já, e como sempre aconteceu no LANCE!, contamos com o compromisso de todos nessa nova fase.

Saudações,
Walter

Leia mais