Torrent Downlaods

Vamos refletir sobre a nossa Profissão?

Fábio Tubino*

Neste Dia do Jornalista, é importante detalhar algumas questões da atividade em que exercer o ofício com responsabilidade e compromisso é tarefa desafiadora. No Brasil, principalmente, vivemos um momento de falta de ética e moral nos mais diferentes segmentos.

Vivemos um momento de transformações tecnológicas, das Redes Sociais que pautam notícias, das equipes de empresas prestadoras de serviços para emissoras de Rádio e TV.

As Assessorias de Imprensa passaram a mudar o comportamento dos profissionais. Hoje todo o artista, atleta e político contrata um assessor, muitos para apenas serem porta-vozes.

A grande maioria dos Jornalistas enfrentam condições adversas, não apenas na falta de valorização salarial, mas na violência, nos assédios morais.
Outro desafio neste Século XXI é o da valorização do diploma. Apesar de a profissão ter suas especificidades, a categoria ainda enfrenta dificuldades para garantir a aprovação da lei que determina a exigência de diploma para exercício, um resgate que o STF tirou.

De acordo com o último levantamento Perfil do Jornalista Brasileiro, 59,9% dos jornalistas recebem até cinco salários mínimos, a cada 4 jornalistas, 1 está filiado a sindicato, ou seja 24,2% são associados a entidades sindicais. Dos jornalistas, 55% atuam em mídia (veículos de comunicação, produtoras de conteúdo etc.), 40% atuam fora da mídia, em atividades de assessoria de imprensa ou comunicação ou outras ações que utilizam conhecimento jornalístico, e 5% trabalham predominantemente como professores.

Vamos refletir sobre a nossa Profissão?

*Fábio Tubino é jornalista profissional e diretor de Formação do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro