Torrent Downlaods

Morre Carlos Alberto Caó de Oliveira, ex-presidente do Sindicato dos Jornalistas

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro recebeu com muito pesar a notícia da morte de Carlos Alberto Caó de Oliveira, domingo, 4/2.

Jornalista, 76 anos, foi presidente do Sindicato dos Jornalistas quando a sociedade brasileira lutava contra a Ditadura Civil Militar. Foi eleito para o triênio de 1978 a 1981 com ampla mobilização da categoria, que varreu de nossa entidade o peleguismo imposto aos sindicatos pelos Governos Militares. Os jornalistas cariocas, assim, voltaram a sua casa para participar das lutas dos profissionais de imprensa e da sociedade brasileira, tais como as Diretas Já, movimento pela democratização da comunicação durante a Constituinte. Foi reconduzido a presidência do SINDJOR-RJ de 1981 a 1984.

Caó, como era conhecido e reconhecido, tornou-se uma liderança nacional pela sua militância no Movimento Negro e em defesa dos Direitos Humanos. Mas sempre esteve presente nas lutas dos jornalistas. Filiado ao Sindicato dos Jornalistas desde 1972, participou da primeira atividade da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial, Cojira-Rio, do SINDJOR-RJ, em 2003, proferindo uma palestra sobre os 15 anos da Lei CAÓ.  No Prêmio Nacional Jornalista Abdias Nascimento, organizado pela Cojira-Rio,  em 2011, Caó entregou a família uma placa de reconhecimento de sua contribuição à sociedade brasileira. Posteriormente, em 2014, Caó foi homenageado pela Cojira-Rio , pelos 25 anos da lei que leva seu nome e trouxe avanços no combate ao racismo no Brasil.

Caó esteve no sindicato na última eleição à direção, em 2016.

Em nome da diretoria colegiada do SJPMRJ e da COJIRA-Rio nossos sentimentos à família, aos amigos e  jornalistas do Rio de Janeiro.